Política e finalidades

No curso de Licenciatura em Física a pesquisa é entendida como atividade indissociável do ensino e da extensão e visa à geração e à ampliação do conhecimento, estando vinculada à criação e à produção científica ou tecnológica. As ações estão alinhadas com o Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI do IFC, dispondo de  recursos materiais e financeiros próprios ou não, sendo desenvolvidas na forma de projetos.

O curso de Física – Licenciatura tem oportunizado, desde sua implementação, em fevereiro de 2011, o desenvolvimento de atividades de pesquisa, e extensão através de projetos e participação em editais internos e externos.

No ano de 2011 foi criado pelos professores que atuam no Curso de Licenciatura em Física e NDE o “GRUPO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS”, cadastrado no CNPQ com o objetivo de desenvolver estudos em educação e atuação docente em todos os níveis e modalidades de ensino. Integram o grupo docentes, técnicos e acadêmicos do curso. As linhas de pesquisa do grupo são: Ensino e aprendizagem das ciências; Formação de professores e Educação inclusiva.

A Extensão é entendida como prática acadêmica que interliga a Instituição nas suas atividades de ensino e de pesquisa, com as demandas da  da população, possibilita a formação do profissional cidadão e se credencia, cada vez mais, junto à sociedade como espaço privilegiado de produção e apropriação do conhecimento significativo para a superação das desigualdades sociais existentes. É importante consolidar a prática da Extensão, possibilitando a constante busca do equilíbrio entre as demandas socialmente exigidas e as inovações que surgem do trabalho acadêmico.

Assim, a extensão é desenvolvida por meio de programas: ações continuadas/permanentes em estreita relação com o ensino e a pesquisa, no intuito de estabelecer vínculos e compromissos com os processos educativos regional; projetos de formação continuada, ações ações eventuais de curta duração articuladas aos programas ou projetos (palestras, seminários, congressos, semanas acadêmicas e demais eventos desta natureza). Os princípios orientadores das atividade de extensão são: A indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão; A inserção social/regional com vistas a educação de qualidade social; O processo de diálogo e interação entre instituição formadora e sociedade.